Antes da Estante

O release, senhores

Posted in De Quinta by Tomás Chiaverini on março 19, 2009

Pra quem não sabe, release é um texto curto e objetivo, que tem a função de informar a imprensa sobre novas pautas e produtos. E há a mais diversa gama de releases entupindo as caixas de entrada dos repórteres em geral. Desde aqueles falando do novo filme até os que detalham o mais novo lançamento da indústria automotiva.

Há, inclusive releases que vêm envoltos em kits de imprensa sedutores e sofisticados, com amostras grátis, brinquedos, pôsters e etc.

São extremamente importantes para a divulgação do que quer que seja, não só porque constituem-se no ponto de partida para o trabalho dos repórteres, como porque  às vezes são publicados na íntegra, como se fossem uma matéria jornalística.

Abaixo, reproduzo o release de Festa Infinita, elaborado pela assessoria de imprensa da Ediouro, e que me parece bem bacana.

Tomás Chiaverini desvenda o universo raver

em Festa Infinita –  O entorpecente mundo das raves

Longas festas, em lugares afastados, com muita música eletrônica e drogas sintéticas. Para muitos, essa pode ser a definição das festas raves, tão comuns hoje em dia, mas o jornalista Tomás Chiaverini mostra que o universo raver vai muito além, em Festa Infinita – O entorpecente mundo das raves.

Enquanto acompanha a história de pessoas que frequentam as raves, Tomás mostra como são essas festas. O uso de ecstasy, LSD e outras drogas, o transe através da música, a filosofia P.L.U.R. (Peace, Love, Union, Respect ), nada escapa ao olhar atento desse jornalista.

DJ famosos, organizadores de festas, bomba trancers, neo-hippies, pessoas que se penduram por piercings, e também jovens comuns, que estudam ou trabalham a semana toda para passar o final de semana pulando ao som do psytrance, todos são personagens desta história onde as mais diversas tribos se reúnem com o mesmo objetivo: deixar-se hipnotizar pelo tummm, tumm, tumm que vem de gigantescas caixas de som.

Tomás Chiaverini nunca havia ido a uma festa dessas, mas para poder descrever com clareza o que acontece nesse ambiente barulhento e colorido ele não apenas fequentou raves, como viajou, passou mais de 30 horas dentro de um ônibus, com cerca de 40 ravers para ir ao festival Trancendence, acampou por 10 dias no Universo Paralello – um dos maiores festivais do país – e até mesmo experimentou um ecstasy para compreender o efeito da droga associado a música eletrônica, tão apreciado por inúmeros jovens.

Depois de cerca de 1 ano de muita pesquisa este livro-reportagem chega às livrarias repleto de informações e fotos que demonstram como a realidade dessas festas vai muito além do consumo de drogas descrito nas matérias de jornais.

Festa Infinita – O entorpecente mundo das raves possibilita ao leitor um mergulho nesse mundo onde a música alta e eletrônica hipnotiza, e a festa parece nunca acabar.

Tomás Chiaverini é jornalista e autor do livro Cama de cimento – uma reportagem sobre o povo das ruas (Ediouro, 2007), onde retrata o cotidiano dos sem-teto na cidade de São Paulo. Como repórter, trabalhou na Folha de S.Paulo e teve matérias publicadas em importantes revistas e sites. Durante todo o ano de 2008, manteve o blog “Antes da Estante”, em que foi possível acompanhar os bastidores da elaboração de Festa Infinita.

Tagged with: , ,

11 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Zigh said, on março 20, 2009 at 15:39

    aff….. um belo tema para eli ganha dinherio… jah q festa rave tah na moda neh… como pod um cara começa a escreve um livro sobre rave sem ao menos ter ido em uma??? ai ai num falo nd….

  2. Tomás Chiaverini said, on março 20, 2009 at 16:04

    Putz, Zigh, agora vc me desmascarou.
    Meu grande objetivo é mesmo ganhar dinheiro. Escrevendo livros. No Brasil.

  3. Marcelo José Martins said, on março 21, 2009 at 04:22

    Vixe. Eis um caso grave de dislexia, ou, então, o dito cujo só leu o lead e desandou a comentar… Coisa de doido. Sério, autores que ganham dinheiro com livros no Brasil só o Paulo Coelho e a Zibia Gasparetto. Mais o primeiro que a segunda. Contudo, como imagino que o Tomás não psicografa os seus livros e, ainda, conhece bastante a gramática brasileira ele tem um grande futuro pela frente: escrever outros livros e não ganhar dinheiro. Liga não, mano. Eu também quero esse futuro inglório para mim… Inglório, mas com as suas recompensas, certo?

  4. Rafa said, on março 22, 2009 at 18:30

    O release ficou bem legal! O livro me parece ir bem além do que é mostrado pela mídia. To ansioso pra ter em mãos. Só temos a ganhar com uma visão mais aprofundada de um movimento tão importante e que nunca foi abordado dessa maneira. Tomás, parabéns pelo trabalho!

  5. Tomás Chiaverini said, on março 23, 2009 at 01:18

    Valeu, Rafa.

  6. Ricardo said, on março 24, 2009 at 00:38

    Aeeee, agora sim! O release ta bem mais interessante que a orelha!!! hehehehehehehe Quanto a não ter ido em festas, eu discordo, o cara participou dos melhores eventos do Brasil e conversou com pessoas chave do movimento, creio que aprendeu bastante e vai passar isso nos seus textos!!! fica na pazzz, abrs

  7. luiz romeu said, on março 24, 2009 at 03:31

    Prezado Tomás, li o seu release e encontrei um pequeno, mas grande erro. O u do Plur significa unidade, unity e não união, como acaba escapando pra maioria das pessoas.

    É parecido, mas a diferença é enorme:
    União tem um significado assim simples, do tipo a união faz a força.
    Unidade, unity, tem significado mto mais interessante, ele vem da filosofia oriental de que todos somos um, todos estamos ligados numa única rede, o que se faz a um afeta a outros, inclusive a si mesmo. A origem da unidade é a essência de todo Taoísmo. O Tao é a própria unidade da natureza, …

    Bem, não vou me delongar mto nesse assunto mesmo pq o livro já deve ter saído do prelo.

    Me assusta como as novas gerações tem pouco interesse nessas exatidões.
    E bem que eu gostaria de ter trocado algumas palavras com vc, afinal são mais de 6 anos ininterruptos e intensivos, conheci os pioneiros, ixi tenho histórias pra contar. Podemos nos falar dpois mesmo que por nada.

    Já vi que não vou concordar com tudo, mas tbm tdo bem, é assim mesmo. Terei prazer em adquirir o livro, quem sabe até vou no lançamento. Como é do jornalismo deve ter reportado aquilo que, digamos, mais salta aos olhos, como li nas amostras do livro, acabando por entortar um pouqinho mais a nossa realidade, mas tdo bem, bem, melhor ler antes de julgar, né?

    Me diga, vc foi honesto com vc mesmo?
    abrxxx
    luiz

  8. Wilmar said, on março 24, 2009 at 20:46

    Postei comentando em outro post. Mas vou replicar aqui. Sou um dos proprietários do plurall.com . Gostaria de conversar com você, fazer uma entrevista e de repente marcarmos um lançamento do seu livro aqui pelo Rio, de repente num evento que estamos fazendo no dia 04/04. Entre em contato s epsosivel: wilmar@plurall.org

  9. Jorge Henríque Colluço said, on março 25, 2009 at 11:46

    Olá, Tomás!

    Muito louvável sua iniciativa de escrever um livro sobre este assunto: estou curioso a respeito de suas colocações e espero poder comprá-lo.

    É sempre bom ver alguém que propõe IMPARCIALIDADE e CONHECIMENTO DAQUILO QUE FALAM. Lamentavelmente, tais conceitos são difíceis de se encontrar hoje em dia, sobretudo na Mídia Sensacionalista.

    Um grande abraço…!

  10. Janaina said, on abril 17, 2009 at 22:04

    To, esta é minha aluna da FAAP e sua mamãe está cursando Psicologia e se interessou pelo assunto para fazer o tcc…
    teria como você entrar em contato pelo e-mail?!
    Janaina, sua mãe, e minha mãe

  11. Ludmilla said, on maio 20, 2009 at 19:32

    Oie!!
    Tomás, adorei a amostra do seu ilustre trabalho…
    me enteresso no assunto, pois estou em trabalho de monografia…. que é sobre este assunto voltado para a religião “o transe do jovem nas raves”.. Curso Ciências da religião- Universidade Estadual de Montes Claros. Gostaria de um contato se possível.
    Abraço!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: